sábado, 27 de dezembro de 2008

FLOR EM MUSSELINE

Material: Retalhos de musseline em cor lisa linha agulha de costura 1 vela tesoura fita métrica 1 - Recorte de 15 a 20 quadradinhos de musseline com 5 X 5cm cada um. 2 - Passe as pontas dos retalhos no pé da chama da vela, para dar acabamento. 3 - Dobre os retalhos em triângulos três vezes 4 - Costure as pontas dos retalhos depois de dobrados 5 - Coloque na linha todos os retalhos bem juntinhos. 6 - Depois de colocar todos os retalhos dobrados na linha, junte o começo com o fim. Costure bem para não desmanchar a flor. Está pronta! Para fazer uma flor menor é só cortar o retalho com 3 X 3cm.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

BORBOLETA DE FUXICO

Passo-a-passo: 1- corte 4 círculos
2- dobre ao meio
3- e ao meio novamente
4- alinhave todos os 'triângulos' na mesma linha, com a parte aberta para baixo
5- puxe a linha deixando todos os triângulos franzidos, definindo a forma da sua borboleta
6- dê um ponto nas asas de cima
7- comece a enrolar, com uma linha de bordar, o corpo da borboleta deixando uma sobra na parte de cima que será uma das antenas
8- quando o corpo da borboleta já estiver formado, dê um nó na parte de cima e corte a linha formando assim a outra antena.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

TECNICA COLONIAL MINEIRA

TECNICA
DESENVOLVIDA POR MIM
Peça em MDF
tinta acrilica nas cores amarelo ocre
marron van dick
terra de siena queimada.
cera betume.
goma laca.
purpurina dourada,
extrato de banana
pasta de modelar Corfix
palito de churrasco espátua de metal
limpe bem a peça tire toda poeira e cubra a peça toda com a pasta de modelagem.
Alise bem a superfície com a espatula,
com um palito de churrasco,
vá fazendo sulcos imitando madeira envelhecida.
Entrecruzando alguns.
Deixe secar 24 horas.
Lixe um pouquinho para tirar as pontinhas
de massa que houver.
Sem desmanchar o relêvo.
Limpe bem.
pinte toda a peça com amarelo ocre,em seguida entre com a cor terra de siena queimada, puxando da beirada para o centro,misturando um pouco.Em seguida passe por cima o marron van dick misturando as cores e dando um tom mesclado na peça. deixe secar bem .
Pinte os puxadores com a purpurina misturada ao extrato de banana. Depois de tudo seco passe cera betume e va limpando deixando marcados os relevos.
Por dentro optei por deixar apenas selada com goma laca.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Luminaria em linha

Material Usado: *linha princesa moda
*1 bola plástica tamanho futebol *resina para endurecer tecido
*1 pincel grande *cola cascorez rótulo azul
*lápis *estilete *passamanaria *
1 tampa de lata de palmito *1 soquete para abajur
Use uma bola de plástico de futebol Amarre a primeira volta da linha Cada volta da linha passe a resina com um pincel grande que já ajuda a linha não sair do lugar Passe a linha em volta da bola de maneira irregular para não ficar listrada Encha a bola cada vez mais com linha Depois de encher a bola toda deixe secar por 20 minutos e depois passe uma camada bem grossa Risque o tamanho da tampa e fure a bola com o estilete Corte no tamanho da tampa e retire a bola Deixe a parte cortada para colocar a lâmpada Faça o acabamento com a passamanaria Coloque o soquete de lâmpada e fure em cima para passar o fio
Fios e Linhas(18) 3624-2134Araçatuba

LUMINÁRIA EM VIDRO DE PALMITO

Material necessário: 1 vidro de palmito, maionese
ou similar, com tampa 1 soquete de cerâmica fio interruptor de abajur lâmpada eletrônica Parafusos para prender o soquete Papel decorado Modo de fazer: Faça 3 furos na tampa do vidro de palmito: dois para prender o soquete e outro para passar o fio elétrico. Faça a instalação elétrica no soquete e prenda-o no lado de dentro da tampa, passando o fio pelo furo central. Faça vários furos na tampa ao redor do soquete, para obter ventilação. Faça a instalação do interruptor no fio e atarraxe a lâmpada eletrônica. Encape o lado externo do vidro com o papel decorado e encaixe o vidro na tampa. Está pronta sua luminária! Dicas e variações: 1) Você pode colocar uma base de madeira, mas não esqueça de deixar abertos os furinhos para ventilação. Use somente lâmpada eletrônica para não esquentar muito. 2) De ponta cabeça, a luminária vira um lustre. 3) Se for pendurar no teto, pode ser feito com uma garrafa pet, cortada ao meio. Proceda da mesma forma que com o vidro de palmito. Fonte: www.instructables.com

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

LACA ORIENTAL CERÂMICA

Peça cerâmica tipo Oriental
(VASO OU CACHEPOT)
tinta duco preta
tinta duco branca
tinta duco vermelha
thinner
pincel duro
palito de sorvete
lixa.
tinta vitral incolor.
Lixar bem a cerâmica.
passar o risco com auxilio de carbono
pintar todo o risco com tinta branca.
deixar secar bem.
misture tinta barnca e vermelha
ate dar tom rosado e pinte as flores
em uma vasilah a aprte misture tinta duco preta e thinner só um pouquinho.
molhe o pincel duro nele, retire o exceso e com auxilio do palito de sorvete
borrife na peça causando o efeito de espirrado.Não se preocupe se sair fora da pintura.
deixe secar um pouco.Dilua a tinta preta em um pouco de thinner e passe 3 ou 4 demãos no restante da peça ate ficar coberta de forma uniforme.deixando secar entre as demãos.
termine os detalhes da folha e os ramos de ligação com a tinta vermelha. deixe secar bem e finalize a peça com 2 demãos de verniz vitral incolor deixando secar entre uma e outra.
Se quiser ao invés de verniz vitral pode usar o verniz maritimo que tb deixará um brilho bonito na peça. se for usar para colocar floeres frescas impermeabilizar por dentro com verniz maritimo com 2 demãos para poder colocar agua.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

LACA MEXICANA

DO FUNDO DO BAU ...
BANDEIJA DE MADEIRA.
TINTA PLASTICA PARA ARTESANATOCORES FORTES
NANQUIM DA COR QUE DESEJAR
PINTE TODA A BANDEIJA COM O NANQUIM
RISCO PASSADO COM CARBONO BEM FRACO
FAZER O CONTORNO DO RISCO COM TINTA PLASTICA BRANCA,
DEPOIS DE SECA PINTAR EM CIMA COM AS CORES FORTES E
CONSTRATANTES DA TINTA PLASTICA.
FAZER UM SOMBREADO EM UM DOS LADOS MAIS ESCURO
FAZER UM CONTORNO POR FORA COM TINTA DOURADA
(PODE SER PURPURINA COM VERNIZ GOMA LACA)
DEIXAR SECAR BEM APLICAR VERNIZ MARÍTIMO.
DEIXAR SECAR POR 48 HORAS ANTES DE USAR
AS FOTOS ESTÃO COM FUNDO COLORIDO SE QUISER USAR FUNDO EM NANQUIM PRETO FICA MUITO LINDO TB.

CERÂMICA FALSO VITRIFICADO

Aprendi isso lá pelos idos de 1970(rsrsr faz tempinho hehehe) achei um caderno antigo anotado a lápis essa tecnica, em casa de minha mãe tem este pote que fiz nesta época,a tampa infelizmente quebrou... 1peça em cerâmica tipo pote. tinta duco marfim ou qualquer outra cor bem clara tinta PVA branca. lixa tinta vitral na cor desejada solvente saco plastico. Se quiser mais brilho verniz geral para finalizar. lixar bem a cerâmica tirar todo o pó dar fundo com uma camada de PVA, deixar secar bem.passe uma ou duas demãos de duco deixando secar bem entre as passadas.depois de bem seca pintar com verniz vitral puxando as pinceladas pra marcar levemente. quando começar a secar no ponto de ainda estar pegando nos dedos, envolver a peça com o plastico deixando as dobras e rugas que formar. depois de uns 5 minutos retirar o plastico, vai ai formar as manchas que dão o efeito de cerâmica vitrificada. deixar secar por 24 horas depois de bem seco se quiser pode-se passar verniz geral ou cristal pra dar acabamento.obs procure não fazer esta tecnica em dias frios ou umidos,pois demora muito mais tempo para secar.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

FONTE EM BAMBU

TER UM AMBIENTE HARMONICO É O IDEAL DE TODAS AS PESSOAS QUE TAL TRANSFORMAR UM CANTINHO DE SUA CASA NUM LUGAR DE MUITA PAZ E HARMONIA MATERIAL - 3 pedaços de bambu com tamanhos diferentes - bandeja plástica para vaso - bambu fino - corda de sisal - serra - flores artificiais - cascalho - furadeira - mangueira plástica - pincel - bomba para fonte - régua - caneta - lixa MODO DE FAZER - Com a serra, cortar a bambu em tamanhos diferentes, para que tenhamos um efeito bonito, vamos fazer 3 reservatórios de água - Com a furadeira e uma broca na medida do bambu fino, vamos furar 2 reservatórios (os 2 maiores), para que possamos encaixar o bambu fino que será cortado com tamanho de 2cm, e será encaixado nesse furo - Vamos colocar o motor no reservatório menor onde sairá a mangueira plástica e será levada até o reservatório maior, amarrar os 3 reservatórios de forma que fique bem presos, utilizando uma corda de sisal - Montar a fonte em uma bandeja plástica e decora-la a gosto com pedras e plantas artificiais - Esta bandeja poderá ser pintada, para dar um belo efeito* Gisele Morais - Artista plástica

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Flor em Palha de Milho

Pesquisando na internet,achei estas flores, e pedindo licença estou divulgando.Aproveitando para dar os parabéns o site esta lindo e muito util as tecnicas lá disponibilizadas

Flor em Palha de Milho Continuação

Flor em eva embalagem de bombons

FLOR DE JUTA

www.programaartebrasil.com.br Artesão (a): Abigail Leone Exibição: 18.10.2007 Contato: (11) 6241-1464 E-mail: abigail.leone@hotmail.com Materiais: Você encontra estes materiais na Telanipo. Televendas: (11) 6693-4471 www.telanipo.com.br- Retalhos de Juta- Arame trançado- Fita Floral na cor verde- Moldafix Telanipo- Alicate de corte- Linha de Pesponto Gütermann- Pincel nº 12- Tesoura- Palito de churrasco- Pistilos Passo a passo: 1- Estender a juta sobre uma base e pincelar o moldafix sobre a área desejada. 2- Deixe secar e pincele também o verso. 3- Depois de seco recortar as pétalas e as folhas conforme os moldes.4- Cortar o arame para fazer o caule no dobro do tamanho desejado.5- Moldar as pétalas na palma da mão e enrolar as bordas com o palito.6- Dobre o arame ao meio e faça um pequeno anzol numa das extremidades.7- Inicie a montagem da rosa, prendendo os pistilos com a linha de pesponto e comece a distribuir as pétalas iniciando pelas pequenas, depois às médias e por último as grandes. Sempre prendendo com a linha de pesponto.8- Dê início ao acabamento posicionando as folhas ao cálice da rosa prendendo uma a uma com o pesponto. 9- Com a fita floral, cubra todo o cálice e vá enrolando a fita até o final do caule.10- Crie o movimento que desejar para suas flores.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

PASSO A PASSO MURAL COLOR MARCHETARIA

Material Marchetaria Fácil Mural Color Peça ou caixa de madeira ou MDF Cola Branca de boa qualidade (à base de PVA) Pincel de cerdas chato para cola Trincha de cerdas macias (para verniz) Folha de lixa grão 100, 150 e 220 Verniz Fosco Mural Color Fita Crepe Estilete Bucha de pia (Scotch Brite) Cera microcristal ou Diluente Sólido Mural Color 1Escolha uma peça ou caixa de madeira com tamanho proporcional às medidas da lâmina de madeira. 2Lixe toda a peça que receberá a marchetaria fácil com uma lixa (grão 150). 3Meça a marchetaria fácil e a peça para fazer um primeiro corte que facilite centralizar o desenho na hora da aplicação. Caso a marchetaria fácil seja menor que a superfície a ser revestida, utilize fita crepe para unir mais marchetaria fácil. 4Aplique cola à base de PVA com um pincel chato na marchetaria fácil (no lado sem fita crepe) e na superfície que receberá o revestimento (madeira ou caixa de MDF). (Como a foto 1). Aguarde por duas horas (ou mais), até que a cola seque totalmente. Obs.: Isto é importante para evitar rachaduras. 5Coloque a marchetaria fácil sobre a madeira com a fita crepe, virada para cima. (Como a foto 2).Cubra com uma folha de papel a marchetaria fácil, este procedimento evita que a madeira queime ou escureça. 6Com um ferro de passar roupa (sem vapor e na posição 1 ou 2) pressione a marchetaria sobre a madeira, com um pouco mais de pressão e tempo que se utiliza para passa roupas grossas; evite aplicar muito calor ou prolongar a aplicação, para que a marchetaria fácil não rache. (Como a foto 3). Obs.: Repasse uma vez mais na bordas. 7Retire a fita crepe (Como a foto 4). Se necessário, limpe os resíduos de cola da fita com aguarás ou thinner. 8Corte com estilete as sobras da marchetaria fácil (como a foto 5). Conheça osmodelos disponíveis: 9Lixe com uma lixa grossa (grão 100) e depois com a fina (grão 150). (Como foto 6). 10Aplique com pincel macio, de 3 a 4 camadas de Verniz Fosco Color; espere secar bem e lixe (grão 220) entre uma demão e outra. (Como a foto 7). 11Quando o verniz estiver seco, escove bem com o lado verde de uma bucha para lavar louças (Scotch Brite), até que a superfície fique lisa e nivelada, eliminando as marcas do pincel (Como foto 8). 12Aplique cera Microcristal ou Diluente Sólido Mural Color espere secar por 20 minutos. 13Lustre com um pano ou flanela seca.

MARCHETARIA

RETIRADO DO SITE DA SOLIARTE(AO LADO TEM LINK PARA ELE) Marchetaria é o trabalho em madeira que consiste em incrustar, embutir ou aplicar peças recortadas de madeira, marfim, metal e de outros materiais de diversas cores sobre peça de marcenaria, formando desenhos variados. O kit soliarte de marchetaria utiliza a técnica geométrica: recorte de motivos geométricos para revestimento de móveis e objetos de madeira. Lâminas de madeira As lâminas de madeira são cortes, em espessura extremamente fina, feitos em troncos de árvores cozidos ou em composto (em cuja composição entra a própria madeira que será, em termos, copiada). Praticamente todos os móveis e peças em madeira recebem um acabamento com essas lâminas, e cada vez mais se usa a lâmina originada de compostos devido a largura e perfeição da massa. A lâminas mais caras são as obtidas da raiz da árvore, a rádica, imperfeita por apresentar furos e de preço elevadíssimo. As lâminas de rádica também estão sendo produzidas a partir de compostos. A melhor imitação da rádica, natural é claro, é a imbuia crespa. A Itália sempre foi o grande produtor de lâminas, com grande qualidade. São fábricas imensas com uma alta produção e que atende o mundo todo, principalmente o mercado americano. A soliarte está vendendo os laminados compostos provenientes, em sua maioria, da China. Cabe ressaltar, que as lâminas de Mogno estão em falta no mercado devido a proibição da derrubada dessas árvores de grande porte, com fiscalização rigorosa. Dicas básicas de Marchetaria Como cortar e preparar tiras marchetadas Para cortar no sentido dos veios da lâmina é só utilizar um estilete de qualidade, com o auxílio de uma régua (melhor de aço). O problema é cortar no sentido contrário dos veios, pois com facilidade pode-se estragar ou quebrar a lâmina. A solução é utilizar fita crepe para proteger a placa, como na foto ao lado. Coloque a fita crepe sempre do lado direito da lâmina, ou seja, o que não será colado (o mais liso).Corte sempre com muito cuidado passando o estilete por duas ou 3 vezes sobre a placa, sem aplicar muita força.Segure a régua com firmeza.
Cuidado para não se cortar com o estilete.Quando terminar de cortar não esqueça de proteger a lâmina de corte do estilete. O que embeleza um trabalho de marchetaria são os detalhes, conhecidos como molduras, aplicados nas peças. Utilize lâminas de várias qualidades de madeira para fazer os detalhes. Em nosso kit você utilizará mogno e figueira branca. Corte várias tiras de 1 cm de largura no sentido dos veios, colando-as lado a lado sobre fita crepe. Após colar na fita crepe, tenha muita cautela ao cortar as tiras, com largura de 1cm. Passe o estilete várias vezes para cortar, sem quebrar, os pedaços das lâminas (quadradinhos mesclados). Serão produzidas várias tiras marchetadas. Se sobrar, guarde para utilizar em trabalhos futuros. Para colar: Utilize cola branca para madeira ou cola de contato. A mais usada é a cola de contato. Para colar radica ou imbuia crespa, por ex., utilize cola de contato a base de água. Móveis populares de fabricação moderna em série Grandes empresas revendedoras de móveis e produtos populares automatizaram a produção, diminuindo custos e simplificando a produção dos móveis e peças em madeira. A partir de equipamentos fabricados na Itália, principalmente, uma linha de montagem produz em série. A qualidade é menor, ou seja, são peças com durabilidade curta. O corte das madeiras (aglomerados) é totalmente feito em máquinas. Os laminados não passam de papéis especiais com o desenho de inúmeras madeiras nobres e linheiro. Os "papéis" são colados nos aglomerados, se assim o podemos dizer, e a proteção depende de vernizes de alto poder de cobertura e resistência. Outra opção utilizada são as modernas impressoras que imprimem em madeira os variados tipos de veios. Tudo automatizado. Curiosidades sobre madeiras Mogno Brasileiro (Brazilian Mahogany) - Swietenia macrophylla (foto ao lado)É uma árvore presente em grande parte da Floresta amazônica, Mato Grosso e Goiás, atingindo aproximadamente 40 metros de altura. Seu crescimento é rápido. A cor da sua madeira tem coloração pardo - avermelhada. É utilizada principalmente na produção de móveis e trabalhos artesanais. Suas lâminas são de cor exuberante. Existem diversos tipos de madeira, começando na balsa que é super leve (aeromodelismo) até madeiras duras que servem de base para casas de madeira. No artesanato você pode trabalhar com qualquer tipo de madeira, que se adeqüe ao seu projeto. O preço da madeira é o que normalmente ajuda a definir, nem sempre podemos usar a madeira desejada. A palavra madeira designa toda parte que assume forma lenhosa numa árvore, seja no tronco, raiz ou ramos. Existem duas classificações para as madeiras:Madeira de lei - dura e resistente. Pode ser exposta às intempéries. (álamo, carvalho, faia, nogueira, olmeiro). Nas regiões tropicais acaju, andiroba, jacarandá, louro, mogno;Madeira mole (branda) - abeto, araucária, cipreste, pinheiro. Existem madeiras moles que apresentam dureza maior que as duras. Jenipapeiro (Marmaladebox Genip) - Genipa americana - Árvore baixa ( 14 metros de altura) e grossa, nativa do Brasil. A madeira clara é utilizada na produção de móveis, raquetes e esculturas. Jacarandá mimoso (Carob Wood) - Jacarandá mimosaefolia - Crescimento rápido atingindo até 15 metros de altura. Na primavera e verão fica recoberta de flores arroxeadas. Sua madeira é utilizada na produção de móveis e trabalhos em torno. Jacarandá da Bahia (Brazilian Rose Wood) - Dalbergia Nigra - Atinge até 12 metros de altura. É uma das espécies de lei mais apreciadas. Sua madeira é resistente, sendo utilizada na produção de cabos de faca, escovas, móveis de luxo e pianos. Ipê amarelo (Tabebuia chrysotricha) - Árvore símbolo do Brasil. Sua toras atingem de 8 a 10 metros de comprimento. É muito resistente ao ataque de cupins. Não é árvore de madeira de lei. É utilizada em madeiramento de carrocerias e tacos para assoalhos. A grande variedade disponível de tipos e cores de madeira, desde o marfim que é clara até o negro acetinado da castanheira e do ébano, podem ser utilizadas para entalhe com resultados formidáveis. O entalhe é uma arte amplamente conhecida. Ferramentas básicas: faca, goivas e formão.

TUDO SOBRE DECOUPAGEM

ACHEI ESTE "TRATADO" SOBRE DECOUPAGEM NA NET O SITE DE ONDE TIREI FOI www.soliarte.com.br ,quem deu as valiosas explicações foi o J da Soliarte Como fazer Definição: Arte de revestir com gravuras. A palavra de origem francesa "découpage" (existe controvérsia) significa recortar gravuras de papel e com estas revestir superfícies de objetos como madeira, metal, vidro e tecido. A Découpage é uma técnica muito interessante e com possibilidades infinitas de figuras ou recortes que você aplica no objeto dando um acabamento maravilhoso e que bem feito encanta. A base normalmente são objetos feitos em lâminas de pinho, papelão, madeira pinus ou MDF, Duratex, tecidos, superfícies metálicas, vidro, velas, etc . As malas produzidas em Duratex ficam lindas quando decoradas com rótulos ou etiquetas antigas. As figuras podem ser recortadas de papéis de várias gramaturas, guardanapos, adesivos e decalques. Os papéis mais utilizados são os importados da Itália e Austrália. Os papéis produzidos no Brasil têm textura diferente dos importados. Os papéis brasileiros apresentam figuras muito bem elaboradas, alguns assinados por artistas de renome. A Soliarte revende os papéis Daiara, Déia & Fabi, Pintando e Bordando e Toke & Crie. As figuras pré-recortadas importadas são lindas e selecionamos alguns modelos, que estão a venda em nosso site. Existem dois períodos na prática da découpage. No primeiro período os produtores de peças em Découpage tinham que se virar para aplicar os recortes e no acabamento um bom verniz sempre ajudava na proteção final. Com o aumento da utilização dos guardanapos houve a necessidade de produtos (colas especiais) para aplicação e proteção. Surge então o segundo período da découpage onde as colas especiais se tornaram produtos indispensáveis na elaboração de produtos de qualidade. Interessante é a história dos guardanapos. Conta o consultor Dalilo, especialista em guardanapos de primeira linha, que os guardanapos eram produzidos (principalmente na Alemanha e Holanda) para mesa posta, fazendo às vezes uma composição com pratos, xícaras, etc. Um detalhe muito importante, e por exigência dos consumidores mundo afora, é que os guardanapos produzidos na Europa são coloridos com corantes naturais a base d’água para serem levados à boca. Os artesãos começaram a utilizar o guardanapo no artesanato por sua textura (utiliza-se somente uma das 3 folhas do guardanapo) que facilitava a penetração da cola permeando o guardanapo no objeto a ser decorado. Rapidamente os fabricantes de material para artesanato desenvolveram colas especiais que permitiram a aplicação também em tecidos (podendo ser lavados até em máquinas) e vasos que depois poderão ficar expostos às intempéries. Os fabricantes ficaram deslumbrados com a nova utilização do produto e aumentaram consideravelmente sua produção. A maior surpresa para os fabricantes foi a grande exportação dos guardanapos para o hemisfério sul, que não utiliza esses guardanapos para mesa posta e sim firmemente no artesanato. Material básico: ••••••••••• Peça ou objeto produzido em madeira ou MDF, lâmina de madeira (pinho), papelão paraná, tecido, vidro, porcelana ou cerâmica; Fundo sintético nivelador ou laca;Tinta PVA ou acrílica (os fabricantes de tintas recomendam o Esmalte sintético (principalmente à base d’água); Os artesãos utilizam PVA; Um bom pincel; Cola branca, Mod Podge, goma laca, termolina (Resina), Cola para découpage Mural ou gel para découpage; Massa Daiara e boleador para trabalhos em 3D; Papel especial para découpage, papel seda para découpage, guardanapo, decalque, adesivo e até recortes de papéis para presente. As cópias xerox são utilizadas, neste caso deve-se atentar aos direitos de arte e impressão. Uma opção interessante é a colagem de tecidos (usados normalmente na técnica Patchwork); Rolo de espuma ou rolete para découpage; Tesoura; Verniz à base d’água para proteção e acabamento final do produto O Projeto Em qualquer atividade de produção existe uma das etapas, o projeto, fundamental para que o produto final tenha aceitação pelo público e qualidade inconteste. Nesta fase inicial você deverá sacar o que o mercado espera, a possibilidade de lançamento de um produto diferenciado e que o trabalho final esteja próximo da perfeição. Apesar de termos normalmente sobras de tinta e de recortes para découpage, no projeto tome muito cuidado, pois ao querer utilizar as sobras você poderá prejudicar o objeto projetado. É claro, que devemos utilizar as sobras, porém com muita parcimônia. Custo Em qualquer projeto considere com muito cuidado os custos que serão repassados aos clientes. Como às vezes o número de peças encomendadas é elevado você não terá estoque das mesmas. Como os fabricantes, principalmente de MDF e distribuidores de Pinus, trabalham com o preço em dólar, e considerando suas vendas para o exterior, os preços sobem toda semana, o que será repassado pelos fabricantes das peças de madeira. Os outros itens também. No caso dos guardanapos nem sempre os importadores têm reposição garantida dos motivos. Preparação da peça ou objeto onde será feita a Découpage Aplicação em paredes (faixas), vasos (exposição em área externa - intempéries), vidros, velas e metal A aplicação do recorte deverá ser feita em parede e vasos já com pintura final. Nos vidros e metais você poderá aplicar tinta e depois os recortes, retire a gordura dos objetos antes da découpage. Aplicação em peça de madeira A preparação da madeira pode ser feita de vários modos. No caso de pinturas mais simples os maiores fabricantes de tinta recomendam utilizar como base um fundo sintético nivelador. Porém, o mercado consumidor utiliza a base para artesanato ou PVA. E funciona bem.Preparação da peça:1º - Ao comprar a peça de madeira faça uma seleção procurando as mais perfeitas, pois o tempo que se perde para acertar é grande;2º - Elimine todas as imperfeições da peça, utilizando massa F12 ou Sayerlack ou cola com serragem;3º - Após a secagem da massa, lixe a peça de madeira que servirá de superfície para a découpage (é muito importante que esta etapa seja perfeita);4º - Para um acabamento profissional utilize o Fundo Sintético nivelador para Madeiras na madeira crua ou MDF;5º - Pinte com Tinta PVA ou Acrílica, na tonalidade desejada (pode ser uma pátina, envelhecimento ou qualquer outra técnica de pintura). Entre cada demão passe de leve a lixa fina ou esponja Scoth Brite;6º - Deixe secar. Aplicação em malas de Duratex Você poderá pintar o Duratex na cor desejada ou envelhecer o mesmo. Se quiser utilize o estado natural do Duratex. Na pintura do Duratex utize os métodos de pintura em Madeira. Caso somente aplique os selos ou imagens proteja com verniz ao final do trabalho. Aplicação em Plástico O plástico deverá ser tratado com desengordurante antes de receber pintura. Découpage Usual Hora da decisão: Aplicar papel, papel pré-recortado, adesivo, selos, guardanapo ou decalque? Aplicar um guardanapo inteiro, folha inteira ou recortar a figura? O papel de seda importado da Itália tem uma textura um pouco mais firme que os guardanapos. Uma opção muito utilizada é o decalque (coloque o decalque em água e quando estiver escorregando (solto) encoste a folha base do decalque ao lado do local onde será aplicado, deslizando a figura para o lugar definitivo). Nunca se esqueça de verificar o tamanho exato da peça e confirmar se o recorte está de acordo com o porte da peça. Quando aplicar recortes de folhas de papel a aplicação não requer maiores cuidados, é só colar. No caso dos guardanapos você poderá optar por: utilizar o guardanapo inteiro, metade, um quarto ou recortar a figura. Como os guardanapos vêm com 3 folhas, descarte as 2 folhas brancas. Poderá aplicar o guardanapo dando impressão de amassado ou liso sem bolhas. Esta é a grande vantagem dos guardanapos frente a outros materiais, devido sua porosidade ele se molda à peça, seja madeira ou principalmente tecido. Para uma perfeita aplicação existem vários caminhos, abaixo alguns conselhos: 1- Com um borrifador umedeça o guardanapo e posicione no local, cuidado para não rasgar. Quando estiver liso passe a cola específica para découpage(objetos, tecidos ou uso externo) com um pincel de cerdas macias; 2- Passe a cola específica no local, borrife água para a cola ficar bem diluida e vá acertando o guardanapo com os dedos. O problema das colas é que secam rápido e fica difícil posicionar o guardanapo. 3- Para acertar o posicionamento do guardanapo e evitar bolhas, passe um pincel de cerdas macias, molhando-o sempre em água. É claro, sem exagero. Colagem Na découpage simples você poderá utilizar Cola branca, Goma laca, a conhecida Termolina ou o Gel para découpage Daiara. De todas as colas mais simples (resinas) a termolina é a mais utilizada. Ao aplicar as colas para découpage utilize a menor quantidade possível em cada demão. Com cola branca 1- Dilua a cola branca em um pouco de água; 2- Defina na peça onde será aplicado o recorte (papel ou guardanapo); 3- Passe a cola no local onde será colado o recorte; 4- Aplique o recorte no local onde foi passada a cola evitando a formação de bolhas. Quando a figura for muito grande vá passando a cola aos poucos e aplicando o recorte. No caso de guardanapo use um pincel molhado em água para o mesmo não ficar franzido; 5- Aplicada a figura passe a cola específica para proteger. Com goma laca 1- aplique a goma laca no recorte ou gravura; 2- cole-a começando por uma das laterais. Conforme for colando, pressione levemente a gravura com um pedaço de malha limpa. Com termolina 1- Defina na peça onde será aplicado o recorte (papel ou guardanapo); 2- Passe a termolina no local onde será colado o recorte; 3- Cole o recorte começando por uma das laterais. Conforme for colando borrife água e acerte com pincel levemente umedecido em água. 4- Com a gravura completamente seca, aplique uma demão de termolina e deixe secar. DICA: Se o papel ou guardanapo for muito fino aplique a termolina no papel antes de recortá-lo. Acabamento final O acabamento final básico é com aplicação de verniz para proteger a pintura e as figuras. Recomendamos o Verniz FC (a base d'água) da Fusecolor. Découpage Estilo Na découpage Estilo você utiliza produtos especiais para colagem de guardanapos em tecido. O produto final fica muito bom. Com Gel para découpage da Daiara 1- Defina na peça onde será aplicado o recorte (papel ou guardanapo); 2- Passe o Gel no local onde será colado o recorte; 3- Cole o recorte começando por uma das laterais. Conforme for colando borrife água e acerte com pincel levemente umedecido em água. 4- Com a gravura completamente seca, aplique uma demão do Gel e deixe secar. Com cola para découpage Corfix 1- defina na peça onde será aplicado o recorte (papel ou guardanapo); 2- passe a cola no local onde será colado o recorte; 3- cole o recorte começando por uma das laterais. Conforme for colando borrife água e acerte com pincel levemente umedecido em água. 4- com a gravura completamente seca, aplique uma demão do Gel e deixe secar. Découpage Profissional Para que o seu trabalho tenha qualidade profissional utilize os produtos Mod Podge ou Mural, específicos para trabalhos com guardanapos. Mesmo com papéis você poderá utilizar estes produtos. O grande detalhe destes produtos, quando aplicados em guardanapos, é a qualidade do trabalho final e segurança para os clientes que adquirirem a peça pronta. Existem outros produtos importados similares, porém a soliarte indica a cola Mural e Mod Podge ( a melhor cola para découpage do mercado mundial). Cuidados na utilização da Cola para découpage Mural ou Mod Podge 1-Sempre utilize a menor quantidade possível do produto na aplicação. Qualquer excesso do produto poderá comprometer o resultado final do trabalho. No caso do guardanapo, este poderá se quebrar (cortar) ou enrugar, entre outros problemas; 2-mantenha o recipiente fechado depois de cada uso; 3-limpe com água enquanto molhado; 4-uma vez seco não poderá ser removido. Découpage em tecidos 1- Lave e seque o tecido, antes de utilizá-lo (retira a goma); deixe o tecido esticado em base lisa que se solte fácilmente caso a cola passe pelos poros do tecido; 2- Aplique a Mod Podge (rótulo azul) ou Cola para découpage Mural (rótulo azul) diretamente sobre a área desejada, não precisa aplicar no guardanapo. Aplique uma camada muito fina, não exagere – o excesso no caso da Mural poderá amarelar o tecido; 3- Umedeça a cola e posiciose o guardanapo sobre o tecido alisando delicadamente. Utilize um pincel levemente umedecido para deixá-lo sem bolhas; 4- Aguarde a secagem; 5- Aplique 1 ou mais camadas de Mod Podge ou Cola Mural suavemente com um pincel de cerdas macias. Entre uma camada e outra deixe secar por 1 hora; 6- Lave o pincel e o rolinho para pintura em água, após as aplicações), para não endurecer; 7- Após 72 horas poderá ser lavado na máquina (água fria e ciclo delicado). Découpage em madeira 1- A madeira deverá estar com acabamento final (pintada ou envernizada);2- escolha o Mod Podge brilhante (rótulo vermelho) ou fosco (rótulo amarelo) ou Cola para découpage Mural (rótulo amarelo), conforme o acabamento desejado; 3- com um pincel macio aplique uma camada de Mod Podge ou Cola Mural sobre a superfície, uma camada fina sem excessos, onde será aplicado o guardanapo. Borrife água sobre a cola para deixá-la mais diluida; 4- aplique o guardanapo na posição desejada, alisando para eliminar eventuais bolhas de ar, delicadamente. Utilize um pincel levemente umedecido para deixá-lo sem bolhas. Poderá ser utilizado o rolete para découpage; 5- após a secagem, aplique sobre a figura uma camada fina de Mod Podge ou Cola Mural, e deixe secar; 6- lave o pincel e o rolinho para pintura em água, (após as aplicações), para não endurecer; 7- aplique 1 ou mais camadas de Mod Podge ou Cola Mural suavemente com um pincel de cerdas macias. Entre uma camada e outra deixe secar por 1 hora; 8- após 72 horas poderá ser lavado na máquina (água fria e ciclo delicado); 9- seladora: aplique uma camada fina de Mod Podge e deixe secar por 15 a 20 minutos; 10- acabamento texturizado: aplique uma camada espessa de Mod Podge, imitando pinceladas artísticas ou batidas de esponja; 11- acabamento espesso: aplique no mínimo 5 camadas de Mod Podge sobre o guardanapo já colado. Deixe secar de 15 a 20 minutos entre cada camada. Molhe uma lixa 400 em água e passe até ficar liso. Limpe com pano úmido. Caso deseje, aplique mais camadas e lixe novamente. Para uma melhor conservação, aplique selador acrílico claro em cima do Mod Podge seco; O acabamento final básico é com aplicação de verniz para proteger a pintura e as figuras. Recomendamos o Verniz FC (a base d'água) da Fusecolor. Découpage em objetos que ficarão sujeitos às intempéries (vasos, paredes, alumínio, etc.) 1- o ideal é aplicar após a pintura do objeto. Se for pintura antiga limpe com cuidado retirando a gordura; 2- aplique a Mod Podge (rótulo verde) ou Cola para découpage Mural (rótulo verde) diretamente sobre a área desejada, não precisa aplicar no guardanapo. Aplique uma camada muito fina, não exagere; 3- posicione o guardanapo sobre o local onde foi passada a cola e alise delicadamente para retirar eventuais bolhas de ar. Utilize um pincel levemente umedecido para deixá-lo sem bolhas; 4- aguarde a secagem; 5- aplique 1 ou mais camadas de Mod Podge ou Cola Mural suavemente com um pincel de cerdas macias. Entre uma camada e outra deixe secar por 1 hora; 6- lave o pincel e o rolinho para pintura em água, (após as aplicações), para não endurecer; 7- após 72 horas o objeto poderá ficar sujeito às intempéries. Découpage em diversas superfícies 1- escolha o Mod Podge brilhante ou fosco ou a Cola para découpage Mural (rótulo amarelo), conforme o acabamento desejado; 2- cola: com um pincel aplique uma camada de Mod Podge sobre a superfície, de preferência uma camada fina, sem excessos. Coloque o guardanapo na posição desejada e alise as bolhas de ar delicadamente. Após a secagem aplique sobre a figura uma camada fina de Mod Podge e deixe secar; 3- lave o pincel e o rolinho para pintura em água, (após as aplicações), para não endurecer; 4- após 72 horas o objeto poderá ficar sujeito às intempéries. 5- seladora: aplique uma camada fina de Mod Podge e deixe secar por 15 a 20 minutos; 6- acabamento texturizado: aplique uma camada espessa de Mod Podge, imitando pinceladas artísticas ou batidas de esponja; 7- acabamento espesso: aplique no mínimo 5 camadas de Mod Podge sobre o guardanapo já colado. Deixe secar de 15 a 20 minutos entre cada camada. Molhe uma lixa 400 em água e passe até ficar liso. Limpe com pano úmido. Caso deseje, aplique mais camadas e lixe novamente. Para uma melhor conservação, aplique selador acrílico claro em cima do Mod Podge seco. Conservador de quebra-cabeça: coloque 2 a 3 folhas de jornal em baixo do quebra-cabeça já montado para proteger a superfície. Aplique Mod Podge uniformemente em cima do quebra-cabeça. Esteja seguro de que o cobriu completamente e deixe secar. Para uma proteção extra, aplique camadas adicionais na parte da frente e atrás do quebra-cabeça. Découpagem em 3D Esta técnica é muito interessante, porém deve ser utilizada com parcimônia. Ela se baseia na aplicação do mesmo motivo em partes dando a impressão de profundidade. Vendemos os materiais da Daiara específicos para este fim. Esses materiais são fundamentais para aplicação desta técnica. Os papéis da Daiara também ajudam bastante, pois já vem com marcação. É importante utilizar o passo a passo da Iara, à venda na Soliarte. Dúvidas básicas poderemos tirar por e-mail. Découpagem em vidros A découpage em vidros substitui a pintura, que precisa de tintas especiais. Um problema na aplicação de guardanapo é quanto ao fundo, pois aplicando a folha principal do guardanapo não temos o fundo, ela perde seu colorido. Assim é necessário dar uma mão de prime ou tinta branca (esmalte para vidro). Como o esmalte para vidro pode sair com a água o ideal é deixar um pequeno espaço em volta da região (nos moldes da figura a ser colada) para que a Mod Podge ou Mural (rótulos verde) seja aplicado com qualidade e tenha durabilidade. Quando utilizar pré-recortado ou um papel você poderá aplicar diretamente no vidro. Os pratos decorativos em vidro predominam nas obras de todos os "decoupeurs" (http://www.decoupage.org/gallery.asp). Fica como observação a necessidade de extremo bom gosto e refinada técnica na aplicação em pratos transparentes. Abrimos este espaço para que os visitantes de nosso site nos enviem informações técnicas sobre a aplicação de découpage em pratos para que fiquem lindos, macios e o papéis ou guardanapos aplicados imperceptíveis. ٠٠ O ideal é aplicar após a pintura do objeto. Se for pintura antiga limpe com cuidado retirando a gordura; No caso de guardanapo aplique um fundo branco deixando uma pequena borda na área onde será aplicado; 1- utilize um dos vidros importados da Itália à venda na Loja Jarinu da Soliarte. O fechamento dos vidros é hermético; 2- posicione o guardanapo pelo lado de dentro do vidro para saber a área exata para aplicar o fundo ou a cola Mural ou Mod Podge; 3- aplique a Mod Podge (rótulo verde) ou Cola para découpage Mural (rótulo verde) diretamente sobre a área desejada, não precisa aplicar no guardanapo. Aplique uma camada muito fina, não exagere. Quando utilizado o fundo passe a cola sobre o fundo; 4- posicione o guardanapo sobre o local onde foi passada a cola e alise delicadamente para retirar eventuais bolhas de ar. Utilize um pincel levemente umedecido para deixá-lo sem bolhas; 5- aguarde a secagem; 6- aplique 1 ou mais camadas de Mod Podge ou Cola Mural suavemente com um pincel de cerdas macias. Entre uma camada e outra deixe secar por 1 hora; 7- lave o pincel e o rolinho para pintura em água, (após as aplicações), para não endurecer; 8- após 72 horas o objeto poderá ficar sujeito às intempéries. Découpagem em plástico Sempre faça um projeto antes da colagem final dos pré-recortados ou outro material;A aplicação também é feita no papel que traz os números do relógio. Analise bem antes da consecução do trabalho. No relógio acima você acredita que houve exagero na aplicação dos pré-recortados? O que seria mais lógico, aplicar somente uma figura deixando o fundo do relógio mais limpo?Verifique agora as bordas do relógio. Foram aplicadas figuras pequenas no lado direito e uma figura bem maior no lado esquerdo. Tente sentir o que um eventual comprador gostaria de comprar. Somente uma figura grande no lado esquerdo? Figuras pequenas somente no lado direito? Figuras pequenas nos dois lados? É muito importante se verificar o que seria do agrado de um possível comprador. Uma figura média (para o tamanho do relógio) ficaria muito bonita quando aplicada no lado direito deixando livre o esquerdo, um trabalho delicado, você concorda? Acabamento interno É importante dar um excelente acabamento interno na peça. Você poderá pintar, colar papel camurça, tecido, lâminas de marchetaria, feltro, aplicar pó de camurça (neste caso deverá ser utilizado equipamento especifico). Dependendo da utilidade da peça a colocação de um espelho internamente daria um charme muito especial, tornando-a mais versátil. Para um acabamento aveludado utilize o Rolomax da Imprimax de veludo (ou camurça)em várias cores. A Soliarte revende este produto. É extremamente fácil de aplicar.Outra opção é fazer uma découpage com guardanapos internamente. A Soliarte comercializa alguns modelos de guardanapos para este fim. Com os produtos Mural ou Mod Podge o acabamento interno ficará 10. Nova aventura do Jota da soliarte Criei coragem e me aventurei na découpage. Sempre gostei dos trabalhos em découpage feitos com extrema qualidade. Como revendemos produtos para découpage, além da aventura, me senti obrigado a fazer o trabalho para sentir na pele a dificuldade e o que é necessário para o bom trabalho. Revendemos uma bandeja muito bonita e para minha surpresa era do tamanho de um guardanapo inteiro. Comecei a sonhar com a bandeja e como todo iniciante me considerei o tal, decidi começar aplicando um guardanapo inteiro sem recortar. Faltava o guardanapo. Recebemos uma encomenda de guardanapos e lá estava ele. Uma paisagem com cogumelos, muito bonita.Até descobrir o guardanapo fomos testando tintas na bandeja (fundo branco). Depois uma tinta argentina na cor amarelão, um pintava na vertical, outro na horizontal... Eu também dei minhas pinceladas na bandeja. Uma cliente deu a idéia e aplicamos vela na peça (exceto no fundo onde seria aplicado o guardanapo) e depois glaze. Ficou razoável, porém nunca se esqueça que somente uma pessoa deve pintar a peça e sempre no mesmo sentido. O pincel utilizado deve ser de primeira qualidade para um trabalho impar, além do prazer que proporciona. Aliado a uma boa tinta não dá vontade de parar. Entre as demãos passe de leve uma Scoth Brite.Para um trabalho profissional utilizei o Mod Podge rótulo amarelo. Esperto, passei o Mod Podge em todo o fundo da bandeja. Peguei a primeira folha do guardanapo posicionando-o em uma das laterais certinho e comecei a colá-lo. No início foi beleza. Após colar 40% do guardanapo ele começou a ficar um pouco maior, como que dilatando. O desespero foi total, pois ainda tinha metade do guardanapo para colar e como voltar para trás? A única saída foi prosseguir. No final sobrou 3 mm de guardanapo nas laterais. A saída, e confesso não tinha outra opção, foi deixar um pouco franzido. Após secar passei outra demão da cola Mod Podge. Para acabamento final passei o Verniz FC à base d’água. A peça está em nossa Loja de Jarinu, pois é utilizada antes de qualquer explicação sobre découpage. Começamos, verifique este trabalho, não é assim que se deve iniciar na técnica découpage... Alguns clientes perguntam se a idéia inicial era usar a técnica onde se amassa o guardanapo. O interessante é que alguns amigos elogiam o trabalho. Claro que é para manter a amizade... Qual foi o erro? Sempre que for aplicar metade de um guardanapo ou guardanapo inteiro, passe a cola em toda a área onde será fixado e borrife água. Posicione o guardanapo aos poucos e repetindo o que já dissemos vá acertando com um pincel levemente umedecido. Aqui existe controvérsia, uns dizem para começar a partir do meio da peça e outros que comece de uma das laterais. Lição: Nunca pense grande, comece sempre com pequenos trabalhos se adaptando aos poucos à técnica. Outra observação que relembro: nunca venda as primeiras peças.

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

BANDEIJA COM FILIGRANA

EMBORA PAREÇA DIFÍCIL É UMA TECNICA RELATIVAMENTE FÁCIL É DE EFEITO LINDISSIMO. MATERIAL: Bandeija em madeira (redonda) tinta acrílica para telas preta, branca azul,rosa é verde Pinceis chatos,redondo língua de gato é chanfrado. Compasso Retardador para tinta acrílica (médium acrílico) Verniz em aerosol. Passo a passo Pintar a bandeija com tinta preta.Deixe secar Fazer um molde,cortando um circuli de papel no tamanho da peça,dobre pelo meio,dobre novamente,repita as dobras por 6 vezes. Desdobre e coloque na bandeija,marcar,marcar as dobras na beirada da bandeija com um giz ou qquer outra coisa que possa sair fácil depois.Com uma régua traçar linhas unindoos pontos marcados para fazer as hastes do desenho.Marcar as linhas curvas como na foto acima,usando o compasso.Com o picel chato é a tinta branca misturada com o retardador,fazer os traços delimitando as hastes do desenho,Completar as pétalas com linhas usando o pincel chanfrado,Fazer linhas finas contornando o desenho.Completar o desenho com linhas curvas é pontos.Fazer detalhes do centro do desenho é completar co pinceladas,usando o língua de gato.Decorar com motivos florais a borda da bandeija . Depois de tudo seco aplicar verniz spray Artesã: Luz Ángela Vera

FALSA MARQUETARIA

Material: Fita crepe Estilete Risco. Carbono verde ou outra cor clara. Tinta acrílica cor ocre,siena queimada, sombra queimada, siena natural,preto é branco envelhecido(estas tintas são as acrílicas para tela) Médium acrílico para deixar as tinta mais ralas (glaze) Verniz acrílico brilhante.Uma mesinha em madeira ou mdf ou qualquer outro objeto que queira
Passo a passo. Prepare a madeira,passando o acrílico ocre 2 vezes obedecendo o tempo de secagem ente as mãos..colocar o desenho e proteger com a fita todo o desenho,neste caso as flores, folhas e o centro da mesa.Com a tinta siena queimada é um pincel velho fazer pinceladas da margem do desenho ate a borda deixando marcas veja na foto.Deixe secar ,Pinte o o centro com pinceladas continuas com a cor sombra tostada,misturada a um pouquinho de preto.Deixe secar bem é retire a fita onde estava o risco protegido.com o pincel chanfrado pintar as pétalas com o branco antigo, as folhas com siena tostada,deixando marcada as pinceladas.Com o pincel filete, filetar todos os contornos do desenho. Deixe secar bem é termine com verniz brilhante. Observação em todas as tintas se usa o médio acrílico para que de transparência a pintura,é apareça as pinceladas

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

GUIRLANDA DE CDS USADOS- RECICLAGEM

Pesquisando na net achei esta ideia maravilhosa neste site que esta ai em cima, Peço licença pra postar aqui esta guirlanda .

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Galinhas D'Angola e Garças

Galinha D' Angola
Pinha
Arame para flor
Arame encapado preto
Tinta acrílica nas cores:Preta
Branca
Laranja
Vermelha
Verde1
Toquinho de madeira 5X5 cm
Massa de bicuit
Passo a Passo:Com o arame para flor faça a forma da cabeça da galinha e modele com a massa de biscuit com o arame encapado faça as pernas.Pegue o toquinho de madeira e faça dois furinhos na largura do arame encapado e encaixe as pernas.Com a massa de biscuit faça os pés (ou use tinta alto relevo).Depois de seca pinte a pinha de preto, metade do pescoço também de preto e a cabeça branca.Faça pintas brancas pelo corpo e pescoço, pinte os pés de laranja.As cristas são vermelhas e laranja.O toquinho de madeira pinte-o de verde. AS GARÇAS SÃO FEITAS DA MESMA FORMA

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

LUMINÁRIA COM BOLINHAS DE GUDE

Passo a Passo Quadrado de mdf de 20 cm de lado Quadrado de mdf de 18 cm de lado 2 sarrafos de madeira de 15 cm Cola branca Cola quente ou de silicone para as bolinhas. Bocal para lâmpada, 1,5 mt de fio duplo tomada bolinhas de vidro cartolina. Tinta acrílica na cor chocolate Passos 1-Para fazer a base da luminária,perfurar o centro dos quadrados de mdf. 2-Cole o quadrado menor sobre o maior e pinte com tinta acrílica chocolate e deixe secar . 3-Com cola branca cole os sarrafos no fundo do md fpasse tinta e depois de seco passe o fio com a tomada 4-Coloque o bocal fixando no fio. 5-Sobre uma cartolina desenhe um circulo com 16 cm de diâmetro.Cole as bolinhas de gude entre si com cola quente, ou cola de silicone seguindo a circunferência do circulo.. 6-Continue colando as bolinhas sobre as da ultima fileira de forma intercalada de cores 7-Repita ate obter a altura desejada 8-Deixe secar e cole sobre a base de madeira

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

JARDIM ZEM

TEXTO E MODELO RETIRADO DO SITE www.utilisima.com.ar Material placa de compensado com 20 x30cm com1,5 cm de altura. 2 sarrafos de madeira de 30x5 cm de alturae largura de 2 cm 2 sarrafos de 24 x x5 cm de altura é largura de 2cm retângulo de isopor de 16 x18 x2 cm de espessura 2 quadrados de isopor de 6x6x2 cm de espessura cola de isopor fita crepe faca gesso. Desmoldante ou óleo Lixa média é fina. Tinta acrílica preta 1,5 mts de fio de algodão vermelho missangão ou contas Pregar nas laterais os sarrafos de madeira,passar afita crepe para ajudar a unir. Colar sobre o compensado os pedaços de isopor conforme o modelo pronto acima.Pincelar em todo o fundo é no isopor desmoldante ou óleo. Em uma vasilha preparar o gesso,colocando 2 partes de gesso é uma de água,misturar bem é despejar no molde,dando pequenas batidas para tirar as bolhas.Preencher todos os espaços,deixar secar por 24 horas. Depois de seco,desmoldar o trabalho é com uma faca,ir retirando o isopor é tirar da base de compensado.Com a lixa deixar a superfície bem lisa,pintar com a tinta acrílica preta,na base colar uma placa de Eva de 20x30cm.Decore com um cordão vermelho é arremate com as missangas.Colocar no interior do retângulo areia fina é algumas pedrinhas,nos dois retângulos menores decore com vela,pedrinhas é flor artificial.Use um pedacinho de madeira,cole pedaços de palitos de churrasco para fazer um mini rastelo cole um pedaço maior de palito para fazer o cabinho, é use o rastelo pra fazer os arabescos na areia.Você pode também usar quadrinhos de mdf já no formato fazendo somente as divisões internas,ou usando velas quadradas para fazer os espaços menores,enfim o importante é a idéia do Jardim.NOTA: O jardim Zen,. Também chamado de jardim seco simboliza a busca interior da auto compreensão humana,a harmonização .É um lugar de meditação e bem estar. A idéia é imitar mediante suaves movimentos do rastelo a água em seu movimento junto as pedras que emergem do mar,representadas aqui pelas pequenas pedras é a onda na areia,que equivalem ás ondas do mar.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Guirlanda By Mary

Cola quente
corda de sisal
uns 6 metros
flores de nylon
de loja de 1,99
mini sinos
de loja 1,99
2 pacotes de palha para cigarro
sobras de fitas
motivo natalino
3 bolas de tamanho
proporcional douradas
ou pinte-as de dourado
com a purpurina
2 pinhas, destas achadas
em praças.
purpurina dourada
goma laca.
dobrar a corda
em um tamanho que
de para formar um circulo.
antes de amarrar de
uma torcida nela,
se preciso coloque
um pouco de cola quente
pra manter torcida.
Amarre firmemente formando o circulo retorcido. distribua as flore,mini sinos e bolas por todo o circulo,cole com cola quente.pinte as duas pinhas com purpurina e goma laca e cole as duas pinhas na parte de baixo. com as palhas para cigarro faça flores estilizadas,use corda desfiada prar fazer os miolos e cole na parte de cima entre as outras flores. faça uma alça com um pedaço de corda recubra com a fita e esta pronta a guirlanda

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

PINTURA EM VIDRO

Mais um pap da fabiana...dá pra fazer muita coisa com essa tecnica se usar um vidro liso e um espelho por baixo da pra fazer art noveux

LUMINÁRIA COM CASCA DE CEBOLA

PESQUISANDO NA NET ACHEI ESTA MATÉRIA MUITO INTERESSANTE. PEÇO LICENÇA A FABIANA PARA POSTAR AQUI

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

DICAS ÚTEIS PARA PINTURA EM TELA

Como trasferir o risco para a tela Se você tem facilidade para desenhar a tela apenas olhando o gráfico, é possível usar o carvão ou a tinta a óleo. Se preferir, transfira o desenho com o auxílio de um carbono. Para isso, copie o desenho em papel vegetal. Coloque o carbono sobre a tela e sobreponha o papel vegetal. É importante transferir o desenho com muita suavidade e sem pressionar a tela. Dica importante Antes de iniciar a pintura, separe todo o material solicitado. Tenha, também, sempre um pedacinho de pano por perto. Ele será muito útil para você secar o pincel. Quando for trabalhar com solventes e secantes, como o óleo de linhaça e o secante de cobalto, separe duas vasilhas pequenas para colocá-los. Dicas Interessantes Se a sua tela furar ou rasgar, basta colocar esparadrapo na parte de trás. O resultado fica perfeito. A tinta na cor branco de titânio não é tóxica. Por isso, muitos artistas preferem trabalhar com ela em vez de outros tipos de branco que contêm chumbo. A cor amarelo ocre é ideal para atingir uma tonalidade discreta e, ao mesmo tempo, forte. Além disso, se você acrescentar um pouquinho de azul no amarelo ocre, o resultado será um tom de verde muito bonito. Sua tinta verde oliva acabou e você está no meio da pintura? Não precisa parar. Para obter este tom, basta misturar um pouco de preto como amarelo ocre. A maioria dos artistas acha que vermelho de cádmio é o tom de vermelho mais útil na pintura, principalmente quando se pinta flores. Portanto, esta cor não deve faltar em sua paleta. Se você deseja que a pintura seque bem rápido, o melhor é lançar mão da tinta acrílica. Usada desde a década de 20, este tipo de tinta esta cada vez mais em evidência. Além de secar rapidamente, possui várias cores e, se bem trabalhada, proporciona um resultado final muito bom.Mas lembre-se: este tipo de tinta não deve ser misturado com tinta a óleo. Se isso acontecer, ela perde sua capacidade adesiva. E, ao contrário da tinta a óleo, a acrílica dificilmente pode ser retocada. Afinal, seu tempo de secagem é bem mais rápido. O que é diluente eco?É um diluente inodoro, que promove maior conforto no uso da tinta a óleo. Indicado para a diluição da tinta, reduzindo sua visco-sidade. Também é usado para a limpeza de materiais, podendo substituir a terebintina e a aguarrás, mantendo as mesmas propriedades, sem os odores característicos. As propriedades da terebintina e ecosolv A terebintina é um diluente vegetal natural da tinta a óleo e, quando utilizado, não altera o brilho e o tempo de secagem naturais da tinta. Também pode ser utilizada para limpeza dos equipamentos (pincéis, broxas etc) de pintura.O ecosolv também pode ser utilizado para diluir as tintas em geral e serve para limpar os equipamentos utilizados na pintura. Para quem não gosta do forte odor da terebintina, este produto é um substituto ideal. Secante de Cobalto O uso do secante de cobaltoAcelera a secagem da tinta a óleo e atua na superfície, favorecendo as aplicações rápidas. Durante a execução de uma pintura sobre tela deve ser utilizado em pequena quantidade ou ainda em conjunto na diluição com óleo de linhaça ou terebintina. É mais indicado para camadas finas de tintas. Utilização dos óleos secantes Para que servem os óleos secantes?- São utilizados na fabricação de tintas a óleo;- Como médiuns, isto é, quando adicionados às tintas a óleo;- Agem como diluentes, proporcionando mais fluidez às tintas;- Proporcionam maior "oleosidade" às tintas utilizadas nas últimas camadas da pintura;- Podem modificar o tempo de secagem das tintas;- Possibilitam a criação de efeitos especiais de pinturas. Os óleos secantes são de origem vegetal, obtidos de sementes de plantas e têm característica peculiar: secam não por evaporação mas por oxidação, formando um filme (ou película) resistente, irreversível e transparente. Óleos secantes, seus usos e efeitos Óleo de linhaça - É um óleo obtido das sementes do linho. Tem cor caramelo claro, com pouca acidez. É o mais conhecido, sendo utilizado desde a antiguidade na fabricação e preparo das tintas a óleo.Os diversos processos de obtenção do óleo de linhaça é que determinam a qualidade, o tipo, o grau de rapidez no processo de secagem, como também a intensidade do amarelecimento com o passar do tempo.Por isto, é importante escolher bem o óleo, de acordo com a procedência e a qualidade, para não correr o risco de ter as cores das pinturas alteradas pelo amarelecimento.É utilizado para diluir a tinta quando está muito espessa. É um ótimo secante, levando de dois a três dias para secar. Óleo de Linhaça Polimerizado - O óleo obtido do linho sofre um processo de polimerização à alta temperatura, com a finalidade de tornar seu filme mais flexível, de diminuir o grau de amarelecimento e de alterar a sua consistência.O óleo polimerizado tem a viscosidade de mel, com a cor suave e clara, levando de cinco a seis dias para secar. É ideal para se conseguir uma fusão perfeita entre as cores e cria uma superfície muito lisa, vítrea e brilhante, onde não aparecem as marcas das pinceladas, um verdadeiro efeito de Glaze. Limpeza e conservação da pintura a óleo Somente após um ano de concluída, uma obra poderá ser envernizada. Para isso, a pintura deverá ser previamente limpa com um pano macio umedecido em essência de terebintina e depois que esta estiver seca, aplica-se uma camada fina de Verniz Cristal diluído em cerca de vinte por cento de essência de terebintina, (essa é uma das técnicas). Método rápido para limpar os pincéis É necessário ter ínumeros pinceis limpos e secos para fundir áreas pintadas, aplicar veladuras e para outras aplicações da tinta úmida. Primeiro retira-se a tinta acumulada do pincel com várias rinsagens num recipiente com terebentina, enxuga-se com um pano, o pincel fica limpo porém não seco. Mergulhe-o em outro recipiente, com acetona ou benzina, enxague bem, enxugue com um pano e exprema-o ligeiramente. A acetona lava a terebentina e seca quase que instantaneamente, e o pincel está pronto para ser usado

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

PAPIER MÂCHÉ

Papel machê (palavra originada do francês papier mâché, que significa papel picado, amassado e esmagado) é uma massa feita com papel picado embebido na água, coado e depois misturado com cola e gesso. Com esta massa é possível moldar objetos em diferentes formatos, utilitários ou decorativos. A arte do papel machê se desenvolveu na China, por volta de dois séculos antes de Cristo, e também em regiões das antigas Pérsia e Índia. Na Europa, o papel machê foi utilizado para criar objetos decorativos primeiramente na França e depois na Inglaterra. Na Itália, a massa era utilizada na e execução das famosas máscaras do Carnaval, em Veneza. Na Noruega foi construída uma igreja toda feita em papel machê, e que durou 37 anos em ótimas condições, tendo sido demolida posteriormente. Papier mache Receita 1Material necessário: 1/4 de rolo de papel higiênico; farinha de trigo; gesso em partes iguais a da farinha de trigo e cola fria.Etapas:1. Corte o papel em pedaços bem pequenos e deixe-os de molho em bastante água durante a noite; Ferva-os na mesma água, durante uma hora. Para obter melhor qualidade no trabalho, é importante que o papel fique completamente desmanchado;2. Em seguida coe o papel num pano, até tirar toda a água. Coe de cada vez quantidades que você possa espremer facilmente com as mãos e não misture esses “bolos” entre si;3. Depois de espremido todo o papel, acrescente o gesso e a farinha de trigo, previamente misturados. A proporção para a massa é de uma colher de sopa cheia da mistura farinha-gesso e uma colher de sopa de cola fria, para cada “bolo” de papel;4. Amasse bem, até obter uma pasta homogênea. Se estiver muito seca pode esfarinhar.Neste caso, acrescente água aos pouquinhos, até obter o ponto em possa trabalhar a massa. Se a água começar a escorrer entre os dedos, é porque você colocou quantidade excessiva. Neste caso, acrescente um pouco mais de gesso.Obs: Não prepare quantidade maior de massa do que aquela que você pretende usar, pois uma vez seco o gesso, não será possível aproveitar a massa. Se desejar fazer escultura com esse material, não use gesso, ao preparar a mistura. Faça-a apenas com o papel, farinha e cola fria, na proporção indicada anteriormente

FAZENDO UM STENCIL

Pode comprar folhas de acetato ou conseguir chapas de raioX, (eu faço com chapas). Deixo de molho no tanque de lavar roupas de um dia para o outro com alvejante e água. No outro dia é só vc passar uma esponja (daquelas amarela e verde) que irá sair a parte escura do raio X. Deixar secar. Para passar o risco, 1º o risco e por cima o raio X. Com um lápis 6B vou passando e fazendo o risco. Para recortar uso: lâmina de bisturi, que faço assim: pego uma caneta bic, coloco pra esquentar no fogo para dar uma amolecida, com a lâmina enrolada num paninho pra não cortar, coloco nesse suporte de caneta, depois faço uma massa com durepoxi e coloco em volta da emenda da caneta com o bisturi. Coloco em cima de uma lista telefonica destas bem grossas que facilita bastante para recortar.pode-se usar tb azulejo,mas estraga logo a lâmina

sábado, 18 de outubro de 2008

RECICLAGEM- GUIRLANDA DE LATINHAS

Quem nos ensinou foi a artesã Cecília Macedo.
Material necessário: - juta- 13 latas tingidas com spray dourado- 1,20 m de arame- bastidor- fita de juta vermelha- abridor de latas- alicate de bico- martelo- tinta spray nas cores verde e dourado Modo de preparo: Com o abridor, faça um furo em cada lado da latinha.Repita a operação em todas as latas.Tire os lacres.Passe o arame entre os buracos das 13 latas.Depois, torça e amasse as latas com o martelo.Tome muito cuidado para não machucar as mãos.Pronto! Agora acerte as latas sobre o bastidor, tomando cuidado para que a parte do fundo fique para cima.Deixe um espaço de 0,5 cm entre as latas, amarre o arame e faça uma argola. Ela vai servir para pendurar a guirlanda depois.Corte 4 tirinhas de juta e amarre em cima, embaixo e dos lados para juntar o arame ao bastidor.Forre a mesa, coloque luvas e dê algumas espirradas de spray verde nas latinhas.Deixe secar por 30 min.Enquanto isso, faça um quadrado com a juta de 50 cm x 50 cm.Dobre em quatro e corte um círculo de 7,5 cm.Arredonde os 4 cantos da juta.Com as latas secas, chegou a hora de finalizar a guirlanda. Coloque-a em cima da juta.Faça cortes no tecido entre todas as latas, na parte externa e também na interna.Corte tirinhas de juta, passe entre as latas e dê nó.Na emenda do arame, passe duas tirinhas para o acabamento ficar bem legal.Com o bico da tesoura, desfie as pontas da juta.Pegue a fita vermelha e passe entre as latas, sem cortar.Para a guirlanda ficar bem bonita, faça um laço e coloque na parte de cima.Fica um enfeite bem rústico.

TOPIARIA -ARVORE DE NATAL COM CRAVOS

TECNICA PASSADA POR FERNANDA DOMINGUES DO YAHOO GROUPS AMIGAS_E_ARTESANATOS
Material necessário: - 3 dúzias de cravos- 2 maços de ruscus (folhagem)- 1 cone de espuma floral de 40 cm de comprimento- 20 bolas de Natal nº4 Modo de preparo: Com uma faca, faça furos em todo o cone.Depois, mergulhe num recipiente até que ele absorva bastante água.Quanto mais úmido, mais tempo dura o arranjo.Corte as flores deixando uns 6 cm de caule e espete no cone.Deixe uns espaços entre elas.Faça o mesmo com o ruscus, que são essas folhagens muito usadas em arranjos.Preencha todo o cone com flores e ruscus e depois preencha os espaços com as bolas de Natal.

FILETADOR DE PET

Na comunidade Artesanato passo a passo, a Sandra gentilmente disponibilizou estas informações, o vídeo eu pesquisei espero que ajude a quem precisa filetar pet. MEUS AGRADECIMENTOS TAMBÉM AO MANOEL QUE DISPONIBILIZOU O PAP DESCRITO ABAIXO.

POSTADO NA ÍNTEGRA.

http://blogarrafapet.blogspot.com/2009/01/garrafa-pet.html AI VAI O LINK PARA O PROJETO DO FILETADOR

Segue o e-mail que recebi do pessoal do fletador:Os filetadores do mercado custam caro e tem muitas limitações, estou te mandando gratuitamente o uso e o projeto de um que você poderá confeccionar com material reutilizável quase de graça,é só usar um retalho de compensado 10 X 5 CM, uma lâmina de estilete pequeno, ou um pedaço de serrinha, cegueta, afiada em esmeril, o regulador e a proteção vai fazer com um pedacinho de trilho de cortina, vai cortar com facilidade com uma tesou forte, afiada, o projeto é bem simples e você não terá dificuldade de executá-lo, qualquer duvida pode escrever, fique a vontade.Por favor divulgue a ferramenta, assim como você tem um monte de gente e instituições que não podem comprar o filetador que é caro, ponha o depoimento do projeto em um BLOG de artesanato, pode ser o que viu, ficarei muito grato e assim você vai ajudar na divulgação e tornar acessivel a todos, é tão simples que você poderá pedir para cada um fazer o seu, você passa o uso e o projeto...Qualquer duvida pode escrever, prazer em conhecê-la, abraço solidário.Manoel

PS: Sou sociólogo e educador ambiental, trabalho com ecodesign e para aprender mais sobre artesanato com reutilizáveis é só pesquisar no GOOGLE, ponha o titulo do que quiser e pesquise, tem um monte de sitio, caso não consiga localizar me escreva que te passo, isso é cooperativismo, trabalho em rede, economia solidária...

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

TOPIÁRIA NATALINA

BUSCANDO NA NET ACHEI UMA PESSOA E POR FALHA NÃO ANOTEI O NOME ,QUE COMO EU GUARDA PAPEIS COM TECNICAS ANTIGAS, E HOJE RESGATO UMA DELAS,SE ALGUEM SOUBER A QUEM PERTENCE ,ME AVISE PARA DAR O DEVIDO CREDITO A ELA.